logo RCN
Frio

Santa Catarina se prepara para inverno mais frio em 2024

  • Foto: Divulgação -

Santa Catarina se prepara para enfrentar um inverno mais rigoroso em 2024, com a previsão de episódios de geada e neve mais intensos do que os registrados no ano anterior. Segundo o renomado meteorologista Piter Scheuer, a partir do mês de junho, é esperado um período mais seco, marcado por massas de ar frio mais intensas, o que pode resultar em um aumento significativo dos episódios de geada e até mesmo de neve nas regiões serranas catarinense e gaúcha.

“Este ano, podemos esperar um inverno bem mais rigoroso do que o anterior, com uma incidência maior de geada e episódios de neve, tanto na Serra Catarinense quanto na Serra Gaúcha. A partir de junho, as massas de ar frio se tornarão mais definidas, contribuindo para estas condições climáticas mais extremas”, afirmou o meteorologista Piter Scheuer.

Episódios de geada e neve já são esperados para os próximos meses, com o clima em Santa Catarina em 2024 sendo marcado por chuvas irregulares em março, com volumes variáveis entre os municípios. Abril trará expectativa de chuvas mais volumosas e abrangentes, enquanto maio poderá testemunhar a ocorrência de geada, especialmente nas áreas mais elevadas do estado.

Um fenômeno que estará influenciando o clima não só em Santa Catarina, mas em toda a região, é o La Niña, previsto para se estabelecer no Oceano Pacífico a partir de março de 2024. No entanto, seus efeitos só serão plenamente sentidos a partir da metade do ano, de acordo com Scheuer.

“A atmosfera leva cerca de dois meses para responder às mudanças causadas pelo La Niña. Portanto, seus efeitos em Santa Catarina serão mais perceptíveis a partir de maio”, explicou o meteorologista.

Os efeitos esperados do La Niña incluem um período mais seco a partir de junho, com chuvas abaixo da média e massas de ar frio mais intensas, contribuindo para temperaturas mais baixas e ocorrência de geada e neve. Este inverno e primavera de 2024 prometem ser mais secos e frios do que a média histórica, com um possível ‘veranico’ na segunda quinzena de maio antes do início oficial da estação mais fria do ano.

Embora seja cedo para determinar a intensidade exata do La Niña e seus efeitos específicos em Santa Catarina, a população e autoridades locais já se preparam para um inverno desafiador, onde as baixas temperaturas e os fenômenos climáticos extremos serão os protagonistas.


Fonte: Notiserra SC​

Defesa Civil emite alerta para temporais e alagamentos em todo o estado Anterior

Defesa Civil emite alerta para temporais e alagamentos em todo o estado

Temporais ganham força e chuva volumosa atinge SC nesta terça-feira Próximo

Temporais ganham força e chuva volumosa atinge SC nesta terça-feira

Deixe seu comentário