logo RCN
Transporte

Estado solicita autorização para implantação de dois novos aeroportos

  • Foto: ASCOM SPAF -

A Secretaria de Portos, Aeroportos e Ferrovias (SPAF) solicitou a autorização para implantação de dois novos aeroportos públicos no Estado. Os pedidos de implantação dos Aeroportos Públicos de Pinhalzinho e Rio Negrinho foram protocolados na Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC). Os documentos solicitam a análise do órgão federal objetivando a emissão de outorga junto ao Governo do Estado para exploração dos novos aeroportos. A atividade relativa à exploração de infraestruturas aeroportuárias públicas no país é conferida originariamente à União, a qual pode repassar aos estados esta incumbência.

“Estes aeroportos estão dentro do nosso planejamento de ampliação do Estado. Foram incluídos no Plano Aeroviário Estadual (Paesc) e este processo é parte de todo o trâmite necessário para que eles sejam reconhecidos oficialmente e posteriormente possam receber investimentos”, explica o secretário de Portos, Aeroportos e Ferrovias (SPAF), Beto Martins.

O Estado pretende adotar o mesmo procedimento para o Aeroporto de Itapiranga, também incluído no Paesc, quando toda a documentação necessária estiver juntada para o seguimento do processo.

O município de Pinhalzinho é proprietário de área apropriada, cuja viabilidade técnica de implantação do aeródromo está aprovada. O executivo municipal já contratou projeto executivo de implantação do aeroporto.

O município de Rio Negrinho tem uma área onde funciona o Aeroclube local, com uma pista de pouso e decolagem asfaltada, com dimensões de 1.198 metros de comprimento por 22 metros de largura. O município está autorizado por lei municipal a adquirir a área.

Aeroporto da Serra catarinense

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), por meio da Portaria 14099/SIA, reconheceu a alteração do nome do Aeroporto Ricardo Sell Wagner – Regional da Serra Catarinense, antigo Aeroporto Regional do Planalto Serrano, em Correia Pinto. A mudança do nome teve o objetivo de potencializar o turismo na região e foi proposta pelo deputado estadual Lucas Neves, em Lei Estadual, aprovada pela Alesc em 2023. O novo nome contou com o apoio da Associação de Municípios da Região Serrana (Amures), da Associação Empresarial de Lages (ACIL), da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e do Conselho de Turismo da Serra Catarinense (Conserra).


Por Rafael Matos | SPAF ​

Mais de 30 mil habitações foram regularizadas pela Reurb em Santa Catarina Anterior

Mais de 30 mil habitações foram regularizadas pela Reurb em Santa Catarina

2,9 milhões de turistas visitaram SC durante a temporada Próximo

2,9 milhões de turistas visitaram SC durante a temporada

Deixe seu comentário