logo RCN
Alerta

EUA emitem ‘alerta de cautela mundial’ sobre o risco de ataques terroristas

  • Créditos: Ibrahim Amro / AFP -

O Departamento de Estado dos Estados Unidos emitiu um alerta para cidadãos americanos que se encontram no exterior. 

Este alerta, divulgado nesta quinta-feira, 19, se baseia no aumento das tensões em várias partes do mundo e na possibilidade de ataques terroristas, manifestações ou ações violentas direcionadas a cidadãos e interesses americanos.

Os cidadãos americanos estão sendo aconselhados a permanecerem alertas, especialmente quando estiverem em locais próximos a pontos turísticos ou áreas movimentadas.

Recomenda-se que os cidadãos americanos se inscrevam no Smart Traveler Enrollment Program (STEP) para receber informações e alertas de segurança.

Esse cadastro também pode facilitar a localização em caso de emergência ou ataques terroristas no exterior.

Devido ao recente surto da nova guerra em Gaza e ao aumento de confrontos entre o grupo militante Hezbollah e as forças israelenses, os Estados Unidos recomendaram que seus cidadãos deixem o Líbano.

O nível de alerta de viagem para o Líbano foi elevado ao nível 4, o mais alto nível de alerta, aconselhando os americanos a não viajarem para o país árabe. 

Além disso, aqueles que ainda estão no Líbano receberam orientações para tomar medidas para sair do país, aproveitando as opções de voos comerciais disponíveis.

Para aqueles que optam por permanecer no Líbano, o Departamento de Estado sugere que preparem planos de contingência para situações de emergência.

“Recomendamos fortemente que cidadãos dos EUA não viajem para o Líbano.

Sugerimos que os cidadãos dos EUA que estejam no Líbano façam os arranjos apropriados para deixar o país; atualmente, existem opções comerciais disponíveis.

Recomendamos aos cidadãos dos EUA que optarem por não sair que preparem planos de contingência para situações de emergência”, afirmou a embaixada.

Israel e a Cisjordânia ocupada estão atualmente no nível 3 de alerta, aconselhando os cidadãos americanos a reconsiderarem viagens para essa região.

Gaza, por outro lado, foi classificada no nível 4, indicando que os cidadãos americanos não devem viajar para lá sob nenhuma circunstância.

Durante sua visita a Israel, o presidente Joe Biden garantiu ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu todo o suporte necessário no enfrentamento dos ataques do grupo militante Hamas.

Essas medidas refletem as crescentes preocupações com a segurança de cidadãos americanos no exterior, à medida que as tensões e conflitos em diversas regiões do mundo continuam a evoluir.

A Embaixada dos Estados Unidos no Líbano também emitiu um aviso de viagem, categorizando o país no nível 4, o que significa “não viaje”, e instando seus cidadãos a deixarem o território libanês. 

Eles aconselharam ainda que aqueles que escolherem permanecer no país preparem planos de contingência para possíveis situações de emergência.

O surto de confrontos no Líbano tem gerado preocupações nos Estados Unidos, especialmente devido à escalada das hostilidades entre o Hezbollah e as forças israelenses, bem como a crescente tensão na região do Oriente Médio. 

É importante ressaltar que esta é uma situação em evolução e que as medidas de segurança podem ser atualizadas à medida que os eventos se desenrolam.

Javier Milei vence Massa e é eleito presidente da Argentina Anterior

Javier Milei vence Massa e é eleito presidente da Argentina

Morre Michael Gambon, o Dumbledore de Harry Potter, aos 82 anos Próximo

Morre Michael Gambon, o Dumbledore de Harry Potter, aos 82 anos

Deixe seu comentário