Foto: Divulgação

A vida nunca foi fácil, aliás, sempre foi uma parada torta. Não foi por outra razão que Gonçalves Dias imortalizou na Canção do Tamoio o verso que diz que – “A vida é luta renhida, que aos fracos abate e aos fortes exalta”, mais ou menos isso!

Publicidade

O poeta disse “fracos”, eu digo pífios, frouxos, nem de longe covardes… Seja como for, o medo sempre fez e faz parte da condição humana, enfrentá-lo é colocá-lo no seu devido lugar, esconder-se ou fugir dele é dar-lhe força maior, e aí ele nos esmaga.

A conversa tem uma razão. Acabo de ler um economista “falando” de dinheiro, nossa relação com ele, relação tumultuada e burra ou de grandes habilidades que produzem riqueza e felicidade.

Disse o economista (sonego-lhe o nome) que – “Só os perdedores esperam pela sorte”. Magnífico. Esperar pela sorte é não lutar, é ter medo, é acovardar-se diante da iniciativa para plantar e colher. Esperar pela sorte é querer colher a safra que não foi plantada. Coisa típica de muita gente. Aliás, não é também por outra razão que multidões se arrastam nas filas das lotéricas para apostar na Mega-Sena, essas pessoas acreditam na sorte, uma chance ao meio de 55 milhões de chances em sentido contrário, isto é, de não ganhar… mas entram na fila, acreditam na sorte.

Esperar pela sorte é esperar sentado, a sorte não costuma estender a mão para quem não luta, não se obstina, não se extenua. Não conheci até hoje uma única pessoa bem-sucedida que nunca tenha feito nada na vida, que tenha ganhado tudo na sorte… E não me venha alguém citar os vagabundos acusados na Lava Jato, aí não vale, são casos de cadeia.

E uma outra frase do economista também me deixou feliz. Ele disse que – “Você é o seu desempenho”. Frase sem retoques, faço apenas um acréscimo: você colherá, sim, o resultado da sua qualidade na vida e mais que tudo no trabalho, mas… É bom não esquecer que essas qualidades exigem que dentro de você haja um bom gerente de você mesmo. Não havendo, alguém o/a irá gerenciar e aí… Aí você corre o risco de ser um profissional excepcional mas mal pago e maltratado pelos que estejam no “poder” acima de você, coisa muito comum.

Resumindo a história, só os perdedores esperam pela sorte, e nossos desempenhos são a nossa sorte… Então, à luta. E aí, a sorte nos vai sorrir e dizer Amém…

LUTA

Você se garante como um bom funcionário? É pessoa séria e competente mas… Ganha pouco, merreca mesmo, e não vê chances de melhorar? Ah, companheira/o, caia fora, trate de se colocar melhor no mercado. Peça ajuda de amigos, dê indiretas para quem a/o posso empregar melhor, não fique esperando por um milagre, ele não vai acontecer. Produza o milagre, afinal, há muita “água benta” na sua testa…

MOTIVO

Muitos acham muito tarde da noite o programa da Globo “Conversa com Bial”, um baita programa, com ótimas personalidades escolhidas para as conversas… Mas há uma razão especial para o programa ser tão tarde: é que naquela hora o povinho já está dormindo, um programa inteligente não pode estar no horário convencional das “grandes audiências”. O povinho quer chulismo, sexo barato, piadas, futebol e fofocas… O povinho manda no Ibope das emissoras.

FALTA DIZER

Se os governos fazem bico para adotar, que os pais adotem a cartilha de Educação Moral e Cívica, e todos os dias leiam e discutam com os filhos uma página, uma por dia. O resultado vai ser um “canhão” de saúde moral e cidadania. Quanto custa? Só a vontade.

Deixe seu comentário

comentários

COMPARTILHAR