Foto: Divulgação

Na vida existem os acidentes, os traumatismos físicos ou emocionais, a que não podemos evitar, eles acontecem independentemente das nossas atenções e cuidados. O que ocorre, mais das vezes, são “acidentes” que nós mesmos provocamos. No caso dos jovens, quase sempre seus “acidentes” resultam da falta de freios, são órfãos de pais vivos.

Publicidade

Acabei de ler uma frase feita por um americano especialista em Administração, fez palestra em São Paulo. Falando da Geração “Z”, essa que anda por aí, nascida após 1990, o Prof. Bruce Tulgan disse que – “A geração Z é mal-educada…”. E lá adiante exemplificou: são jovens que não pedem licença, não agradecem, se acham, enfim…

Agora me diga de onde vem toda essa falta de educação e outros defeitos constrangedores? Ora, vem dos pais, dos omissos que não assumem a responsabilidade de educar os filhos “ao nascer”. Quando a criancinha estica os braços para pegar uma bolacha, o “velho”, a “velha” que estiver por perto tem que dizer: – Ãh, Ãh, como é que se diz? Se diz “por favor”… É assim que tem que ser. E quando a criança ganha um pirulito, ao pegá-lo tem que dizer muito obrigado/a, caso contrário, não vai ter pirulito. Mas me diga, quem faz isso? Esses estonteados que andam por aí e que costumam creditar à empresa onde trabalham todos os problemas por que passam? São desidiosos em tudo mas apontam seus dedos sujos de acusadores baratos sempre para os outros, foi ele, foi ela, foram eles, foi o Governo, foi o diabo… Safados.

Estamos chegando ao ponto de hotéis e restaurantes aceitarem cães e gatos e não aceitarem crianças em seus ambientes, pode isso? Pode, claro que pode, as crianças que andam por aí são demoníacas, reproduzem o exemplo dos pais e a educação que não receberam.

Li ontem na revista Despertai, dos Testemunha de Jeová, uma frase que dizia – “Quem anda com os sábios se torna sábio”.

Os sábios, para mim, na vida de uma criança e de adolescentes são os pais. O exemplo “sábio” dos pais educa para a vida. Mais tarde, as professoras serão bem-aventuradas, não vão precisar perder o sono com pequenos demônios… E o mercado ganhará gente séria e competente.

INÚTIL

Ouvi às últimas horas um conselho inútil, daqueles que vão para o lixo moral das famílias, salvo as exceções, que não conheço. O conselho é sábio mas quem é que hoje está a escutar conselhos sábios? O tal conselho diz: – “Quando sua família estiver junta, não permita que televisão, celular e outros aparelhos atrapalhem a comunicação entre vocês. Que tal, todo dia, fazer pelo menos uma refeição juntos”? Não é formidável? Mas tente tirar o celular do canto da mesa onde o papai come, tente? Papai, mamãe, filhos, mãe Joana, tente fazê-los desligar a “droga”, tente!

VERGONHA

Ela, para meu gosto, é linda. Pensava que ela era “livre”… Não era… Pois ontem, ouvi-a numa entrevista dizer que está grávida e que tem recebido todo o apoio do “noivo”. Meu bolo desandou. Como é que alguém está grávida de… um noivo? – Ah, Prates, tu estás vivendo no tempo das cavernas? Não, não estou, estou vivendo numa época em que a maioria parece que perdeu a máscara da vergonha. Que horror, grávida do noivo… Era bonita, ficou horrorosa.

FALTA DIZER

Na Internet… Um guri de uns quatro anos mexe “nas coisas” por dentro do calção, mexe e remexe. E o pai dele o incita: – Tira e mostra filho do que as mulheres gostam, tira, mostra! E o guri tira a mão cheia de dinheiro de dentro do calção. Vagabundos.

Deixe seu comentário

comentários

COMPARTILHAR