(Last Updated On: 9 de junho de 2017)

Somos guiados por aquilo que temos como propósito. Se será um bom funcionário em uma empresa, isso depende do propósito pelo qual você está ali. Sua motivação irá fazer com que você tenha atitudes condizentes com o propósito que tem. Um namoro que não tem por objetivo o casamento pode ser inconsequente e inviável. Sem objetivos futuros, não existe motivo para a existência desse relacionamento. Não estamos dizendo que deve-se iniciar um namoro com a data do casamento marcada. Não. Mas deve-se ter no coração o propósito do casamento, pois se forem guiados por tal propósito, tudo o que se fizer nessa jornada será orientado e direcionado por ele. O propósito tem força para impedir a pessoa de acabar mal e fortalecer para vencer as adversidades e tentações.

Publicidade

Ir até a casa da moça e pedir aos pais a permissão para namorar não é coisa do passado, é coisa de responsável. Acatar as direções dadas pelos pais e líderes fortalecem esse princípio. Responsabilidade traz credibilidade.

Quanto mais responsabilidade um tiver com o outro e, principalmente, consigo mesmo, mais sólido e maduro será esse relacionamento.

A irresponsabilidade deixa qualquer um inconsequente. Faz o que ‘dá na telha’. Não ouve opinião dos outros, principalmente dos pais e líderes. Faz a pessoa criar desculpas para atitudes imaturas. Enfim, ela faz afundar-se sem ter a noção do ‘tamanho do buraco’. Se alguém está assim, é a hora de acordar. Levante-se! Não sejamos mais meninos. Sejamos responsáveis.

O namoro é um ótimo lugar para se exercer uma característica essencial, a paciência. Se existe algo que todo casal de namorados necessita é disso. A paciência é uma virtude que ajuda a viver o melhor na hora certa. Tantos atropelam as fases da vida e se destroem deixando de viver algo poderoso e maravilhoso: a família saudável. Você define como será seu casamento no seu namoro. Se você planta paciência em seu namoro, certamente irá colher coisas preciosas em seu casamento. Espere!

Comentários
COMPARTILHAR