Foto: Divulgação/Prefeitura de Taió

A articuladora referência mundial em economia criativa, Ana Carla Fonseca, esteve em Taió na manhã desta terça-feira (19/09) para uma palestra aberta ao público sobre o tema “Cidades Criativas”. Estiveram presentes autoridades como o Prefeito Almir Guski, o vice-prefeito, Horst Alexandre Purnhagen, o Secretário da ADR, Jardel Fronza, os Secretários de Educação, João Tadeu Corrêa, Administração, Elves Schreiber, e Agricultura, Pedrinho Althoff, o Presidente da Câmara, Tiago Maestri, o vereador Biro, o Responsável Técnico do SENAC Criativo, Luís Fernando Albalustro, além de demais profissionais ligados à Prefeitura de Taió e ao SENAC.

Publicidade

Após trazerem suas palavras referentes à importância do programa, as autoridades foram presenteadas com um exemplar do livro “Das clareiras da barra do Tayó”, do escritor Fiorelo Zanella, o registro mais completo sobre a história do Município.

Promovida em parceria entre Senac/SC e Prefeitura de Taió, a palestra marcou a abertura do Plano Municipal de Economia Criativa, que fará do município uma das primeiras cidades do país a implementar um plano para incentivar e reunir capital intelectual, cultural e criativo para fomentar a inovação, o empreendedorismo, além da diversidade e desenvolvimento humano e econômico.

Com a implementação do plano, o objetivo é mudar o rumo da economia local nos próximos dez anos, principalmente nos setores cultural, histórico, esportivo e agrícola. A primeira etapa do projeto está em andamento e consiste na formação da equipe intersetorial, composta por integrantes do poder público, privado e da sociedade civil organizada. Esta equipe será responsável pelas propostas apresentadas durante os seminários temáticos, que serão discutidas e aprovadas durante os fóruns com especialistas nos temas abordados.

A metodologia utilizada na formação da equipe intersetorial foi desenvolvida pelo Senac/SC, a partir do programa Senac Criativo. Para o responsável técnico pelo programa Luís Fernando Albalustro “o objetivo é mobilizar os agentes envolvidos, desconstruindo conceitos e estimulando a inovação para a viabilização de políticas públicas que deem vasão para o desenvolvimento da economia de um local que já possui perfil e vocação criativos, como é o caso de Taió”, explicou.

O projeto foi apresentado em agosto para a população de Taió e a formação da equipe intersetorial deve ser concluída até outubro. A próxima etapa consiste nas propostas de metas, objetivos, ações e indicadores, que serão apresentados e aprovados entre os seminários e fóruns, ainda neste segundo semestre. A previsão é que o plano seja concluído no primeiro semestre de 2018, após a aprovação das propostas na Câmara de Vereadores, tornando-se uma Lei Municipal.

*Ana Carla Fonseca é doutora em Urbanismo pela USP e assessora em Economia Criativa para a ONU, Ana Carla é professora e coordenadora de cursos de pós-graduação em Economia Criativa na Fundação Getúlio Vargas (SP) e Universidade Nacional de Córdoba (Argentina). Também é consultora e conferencista em mais de 30 países e 137 cidades.

COMPARTILHAR