Foto: Luis Debiasi

Uma convenção na última segunda-feira (21), que tinha o objetivo de definir a direção do partido para os próximos anos acabou também selando um compromisso do Partido Progressista (PP), de Esperidião Amin, com o Partido Social Democrático (PSD), de Gelson Merisio, na última segunda-feira (21). Em consenso, os pepistas definiram que a presidência do partido permanecerá ocupada por Amin até o dia 31 de janeiro de 2018 e, depois disso, quem assume é o deputado Silvio Dreveck. “Foi o coroamento de um entendimento que engrandece o partido. Dreveck já era meu candidato em 2013”, declarou Amin.

Publicidade

Ele explica que, em 40 anos de filiação, aceitou ser presidente do partido pela primeira vez para “evitar o embaraço de 2014”, quando a promessa de deixar a vaga de candidato ao Senado para o então deputado Joares Ponticelli não foi cumprida. “Ficamos sem eira nem beira naquelas eleições”, afirmou.

O esperado rompimento de Raimundo Colombo com o PMDB, no ano que vem, também teria pesado para que as lideranças do PP assinassem uma moção de compromisso para uma coligação com o PSD nas próximas eleições. Gelson Merisio é apontado como o nome ao governo do Estado pelo PSD, mas Amin e Dreveck preferem não falar em nomes para a majoritária da futura coligação.

“A nossa estratégia é definir com quem iremos estar. Os nomes desta coligação serão definidos em outra convenção, em 2018. Até lá, quando poderão surgir, ainda, nomes que talvez nem estejam na lista de pré-candidatura”, observou Dreveck.

Presente à convenção, Merisio mostrou-se feliz com a decisão: “Minha origem é o PP. Minha primeira eleição para vereador foi no antigo PDS. Temos raízes comuns. Por isso, contem com o mais absoluto compromisso do nosso PSD de construirmos de forma séria, responsável e transparente uma aliança para o futuro de Santa Catarina”.

Para Dreveck, reunir, em Florianópolis, centenas de correligionários vindos de todo o Estado em plena segunda-feira mostra a força do partido: “Foi uma das maiores e melhores convenções de todos os tempos”.

Agência Adjori/SC de Jornalismo

Deixe seu comentário

comentários

COMPARTILHAR