Senador Paulo Bauer - PSDB (Foto: Gerdan Wesley)

Agência Adjori de Jornalismo – O PSDB já declarou que deve vir com candidato próprio ao governo do Estado para as eleições do ano que vem e que o senhor seria um dos cotados. O senhor será candidato?
Paulo Bauer – O PSDB tem uma grandeza e uma expressão política que o credencia a participar da disputa para o governo do Estado com candidatura própria. Tendo em vista que o PSDB sempre apoiou outras candidaturas, tanto na eleição de 1998 como na de 2002, 2006 e 2010, nós, em 2014, disputamos o governo e a eleição não chegou ao segundo turno porque faltou 1% dos votos pra que isso acontecesse. Nós temos a convicção de que agora o nosso partido pode participar do processo eleitoral com chances reais de vitória e, nesse sentido, o partido está estimulado e eu estou disposto a participar dessa disputa.

Publicidade

Adjori – O senhor diria que o seu trabalho no ano que vem é nesse sentido?
Bauer – Eu estou me dedicando muito, hoje, ao meu mandato de senador e às atividades relacionadas à liderança da bancada do PSDB no Senado. O nosso partido está trabalhando também na identificação de candidaturas a deputado federal e estadual. Tenho mantido diálogo com outros partidos para avaliar a possibilidade de coligações que possam viabilizar um projeto melhor para o ano que vem nas eleições do nosso Estado.

Adjori – Aproveitando que o senhor falou em interior… há quem seja a favor da extinção e quem queira a manutenção das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs). Qual a sua opinião a esse respeito?
Bauer – Eu considero que nós temos que ter atividades do governo em todas as regiões. O nome que se dá não tem qualquer importância, mas o que se precisa é ter uma ação efetiva do governo no sentido de articular com as prefeituras municipais, com as entidades representativas e tamSenabém com os órgãos públicos que têm a estrutura técnica apropriada, um trabalho que permita o desenvolvimento de todas as regiões.

Adjori – Se o senhor pudesse mandar uma mensagem para os catarinenses, qual seria?
Bauer – Somos um Estado exemplar para o Brasil, mas é preciso fazer a gestão pública chegar no nível da atividade privada. Por isso, é preciso modernizar a gestão, principalmente para aplicar os recursos públicos em projetos e atividades que tragam excessivo e imediato resultado em favor da população.

Deixe seu comentário

comentários

COMPARTILHAR