Secretária de Saúde, Josiane Kraieski - Foto: Divulgação/Prefeitura de Salete

Com o objetivo de atender o público com problemas emocionais ou transtornos mentais, a Prefeitura de Salete por meio da Secretaria Municipal de Saúde lança nesta terça-feira (30), o Programa de Saúde Mental. O ato ocorrerá às 14h, nas dependências do Salão Paroquial da Igreja Matriz, no Centro. Profissionais do setor, autoridades municipais e a população estarão presentes.

Publicidade

O lançamento contará com uma palestra “Construindo Vivências e Tecendo Emoções”, que será ministrada pela psicóloga, Sandra Maria Bertussi Ferrari. A secretária de saúde, Josiane Kraieski, explica o programa. “O público ao qual faremos este atendimento são pessoas portadoras de algum transtorno mental, depressão, ansiedade, stress. Após este primeiro encontro saberemos quantas pessoas serão atendidas, para assim criar as oficinas por grupos de faixas etárias”.

Segundo a secretária, a ideia de criar o Programa de Saúde Mental surgiu após a constatação dos profissionais médicos sobre a elevação do número de pessoas necessitando de atendimento e uso de medicamentos controlados.

“Os números de pessoas em tratamento ou aguardando uma vaga para internação e também de uso de medicamentos psicotrópicos são significativos. Portanto, a ideia é reunir o público alvo com profissionais da saúde para que eles tenham vivências e troca de informações para tentar amenizar ou resolver o problema. Nos casos mais complexos, havendo necessidade, eles serão encaminhados para psiquiatras”, ressaltou Josiane.

O Programa de Saúde Mental

O Programa de Saúde Mental contará com apoio do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), unidades básicas do programa Estratégia Saúde da Família (ESF´s) e Secretaria Municipal de Assistência Social. Os encontros serão semanais todas as terças-feiras, às 14h, em uma sala da Escola de Projetos Machado de Assis, no bairro Cachoeira, com oficinas preparadas por uma equipe multidisciplinar (psicólogo, médico, farmacêutico, enfermeiros).

O público alvo são pessoas com dificuldades emocionais, ansiedade, depressão, transtorno do pânico, stress, luto, problemas familiares, conjugais, entre outras situações e condições que causam sofrimento emocional.

FONTEPrefeitura de Salete
COMPARTILHAR