Foto: Divulgação/Prefeitura de Taió
(Last Updated On: 1 de novembro de 2017)

A Secretaria de Agricultura de Taió, em parceria com o Programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL), proporcionou aos agricultores e técnicos envolvidos com o agronegócio do município o conhecimento da produção de pólen, na cidade vizinha de Rio do Campo, onde foram-lhes apresentados todo o processo, desde a formação do enxame até o beneficiamento, embalagem e comercialização do produto.

Publicidade

O Biólogo Luís Antônio Sosnowski, especialista com mais de 30 anos de experiência em apicultura, desenvolvedor do modelo da caixa coletora e também da estufa para desumidificação do pólen (possui patente destes dois inventos), foi quem recepcionou e apresentou o empreendimento que hoje está com 4 anos de existência, mas que contou com mais de 15 anos e 7,5 milhões em pesquisa.

Ele apresentou um modelo de negócio que trata-se de uma franquia de serviços, onde fornece materiais, consultoria de produção e em forma de parceria o desenvolvimento de projetos para captação de recursos financeiros para o negócio, através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF).

Luís é o primeiro produtor de pólen do Brasil, sua proposta é gerar renda ao agricultor incluindo esta atividade nas propriedades familiares e conciliar com outras culturas ali já existentes.

Um apiário inicial tem cerca de 45 colmeias, com enxames de aproximadamente 40.000 abelhas no primeiro ano e 60.000 a partir do segundo ano de produção. O trabalho exigido para esta cultura gira em torno de 3 horas diárias para coleta e um dia de serviço por semana para revisão geral das colmeias.

Cada colmeia produz em média 1,5 kg de pólen por mês, a partir do segundo ano com o aumento do enxame a produção passa para a média de 2,5 kg. Este pólen, antes do processamento de desumidificação pode ser vendido por R$ 32,00 o kg.

Todo o material utilizado é padronizado e de alta qualidade, desde os arames utilizados nas colmeias para fixação dos favos até madeira das caixas estão todas dentro das normas da Associação Brasileira de Normas e Técnicas- ABNT. O enxame é produzido por Luís, com rainha de material genético de ponta e entregue ao produtor pronto para iniciar a atividade.

Pólen é o conjunto de minúsculos grãos produzidos pelo aparelho reprodutor das flores que quando fecundados originam as frutas e ou sementes.

Ele é consumido in natura como suplemento alimentar e conhecido como superalimento por fornecer diversos nutrientes como proteína, vitaminas, antioxidantes e minerais.

O consumo regular de pólen proporciona o estímulo físico e mental, retarda o envelhecimento, melhora a digestão e funcionamento do intestino, alivia dores nas articulações, combate à desnutrição, diminui sintomas da TPM, inchaços, cólicas e irritabilidade e auxilia no tratamento de anemias, etc.

O Secretário de Agricultura, Pedrinho Althoff, agradece à todos os agricultores que realizaram a visita.

Interessados em produzir pólen podem entrar em contato com a Secretaria de Agricultura, através do telefone 47 3562-8300 ou com a Secretária Executiva do DEL, Marina Nascimento, pelo telefone 47 3562-2557.

FONTEPrefeitura de Taió
COMPARTILHAR