Foto: Divulgação
(Last Updated On: 27 de outubro de 2017)

Promover a restauração ecológica no bioma Mata Atlântica. Com essa proposta, a Apremavi lançou o projeto Restaura Alto Vale, que conta com o apoio financeiro do BNDES Fundo Social. O objetivo principal é restaurar áreas degradadas, contribuindo com a adequação de propriedades rurais, conservação de mananciais hídricos e da biodiversidade na região.

Publicidade

Por isso, os agricultores estão sendo convidados a aderir. O projeto deve envolver cerca de 500 imóveis de pequenos produtores rurais, priorizando aqueles que já realizaram o Cadastro Ambiental Rural (CAR). “Em Mirim Doce, os interessados podem procurar a Secretaria de Agricultura ou o escritório local da Epagri, e fazer a adesão”, orienta o extensionista rural Dirceu Schwars.

Os contemplados receberão mudas de árvores nativas, arames para construção de cercas e orientação técnica. O plantio e a manutenção ficam por conta do agricultor. “O trabalho prático deve iniciar a partir de janeiro de 2018”, explica Dirceu. A Apremavi já tem uma lista de propriedades cadastradas, mas a ideia é ampliá-la.

Alguns parceiros: Amavi, Unidavi, Epagri, Prefeitura de Atalanta e ICMBio.

FONTEPrefeitura de Mirim Doce
COMPARTILHAR