Foto: Valter Caampanato/Agência Brasil

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou afastar o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), do mandado de senador. O parlamentar tucano também é alvo de mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (18).

Publicidade

De acordo com uma reportagem de O Globo, uma gravação da delação do dono do grupo JBS, Joesley Batista, diz que Aécio Neves teria pedido R$ 2 milhões ao empresário. O dinheiro teria sido entregue a um primo de Aécio. A entrega foi registrada em vídeo pela Polícia Federal. A PF rastreou o caminho do dinheiro e descobriu que o montante foi depositado numa empresa do senador Zezé Perrella (PSDB-MG).

Deixe seu comentário

comentários

COMPARTILHAR